resenha / review

Devil Electric – Devil Electric

 

Em algum momento você já se deparou com uma banda e logo no primeiro contato com ela já ficou inteiramente viciado em sua música? Desde a identificação imediata ou algo que você irá escutar diversas vezes em sequência, pois de alguma forma sabe que encontrou uma banda especial, algo que se encaixe dentro dos aspectos que você mais gosta em um determinado estilo ou vertente.

O álbum de estreia da banda australiana Devil Electric se encaixa nessa descrição. Infelizmente eu não acompanhei o EP The Gods Below lançado em 2016 e meu primeiro contato ocorreu apenas no final do mês de Maio, na ocasião a banda havia liberado a faixa “Hypnotica” como parte da divulgação do álbum auto intitulado. A faixa foi mais do que o suficiente para ganhar o meu interesse.

Formada por Tom Hulse (baixo), Mark Van de Beek (bateria), Christos Anthanasias (guitarra) e Pierina O’Brien (vocal), a banda segue uma proposta que será familiar para aqueles que acompanham bandas que trazem influências do rock dos anos 70 em uma moldagem mais atualizada, que no caso da Devil Electric traz o Doom Metal recheado de elementos do Blues Rock, Occult Rock, entre outros. Mas além de conseguir se sobressair, a Devil Electric carrega uma química impressionante, algo que passa a sensação que o quarteto está junto criando essa música por muitos anos. E isso resulta em faixas extremamente cativantes, agradáveis e fáceis de serem assimiladas. Você pode observar que a banda presta atenção nos detalhes e desenvolvimentos de cada faixa no álbum, mas consegue entregar algo que possamos identificar e apreciar logo na primeira audição.

E em álbuns assim é simplesmente impossível escolher apenas algumas faixas como principais destaques, a Devil Electric conseguiu criar um álbum completo que mantém a qualidade ao longo das nove faixas presentes. Desde a abertura “Monologue (Where You Once Walked)” até o encerramento com a “Hypnotica”, não vão faltar razões e opções para você apreciar o álbum. Um vasto repertório de ritmos contagiantes nas mais diversas variações, instrumental competente em seções mais pesadas e cadenciadas, permitindo que o desempenho de Hulse, Mark e Christos seja algo precisamente notado em todos os instantes. E a forma como os vocais de O’Brien complementam a qualidade do instrumental da banda é impressionante, em muitos momentos vocês vai ficar sem palavras diante de seu desempenho impecável ou vai sentir uma vontade imensa de cantar junto dela faixas como “Lady Velvet” ou “Acidic Fire”, repletas de um bluesy Doom viciante.

Uma verdadeira pérola do gênero, a Devil Electric reúne o tradicional e o moderno de uma forma que muito vão se identificar. Um dos meus álbuns favoritos do ano.

 

Tracklist:
01 – Monologue (Where You Once Walked)
02 – Shadowman
03 – Lady Velvet
04 – Acidic Fire
05 – Monolith
06 – The Dove & The Serpent
07 – The Sacred Machine
08 – Lilith
09 – Hypnotica

 

 

Anúncios

Um comentário em “Devil Electric – Devil Electric

  1. ALBUM REVIEW: DEVIL ELECTRIC – DEVIL ELECTRIC

    At some point have you ever found a band and already in the first contact with it has already been fully addicted to its music? Since the immediate identification or something you will listen to several times in sequence, because somehow you know that you have found a special band, something that fits within the aspects that you most like in a particular style.

    The debut album by the australian band Devil Electric fits in that description. Unfortunately I did not accompany The Gods Below EP released in 2016 and my first contact occurred only at the end of May, at the time the band had released the track “Hypnotica” as part of the disclosure of the self titled album. The track was more than enough to gain my interest.

    Formed by Tom Hulse (bass), Mark Van de Beek (drums), Christos Anthanasias (guitar) and Pierina O’Brien (vocals), the band follows a proposal that will be familiar to those accompanying bands that bring influences from the 70’s rock in a more updated molding, which in the case of Devil Electric brings Doom Metal stuffed with elements of Blues rock, Occult Rock, among others. But in addition to being able to excel, Devil Electric carries an impressive chemistry, something that passes the sensation that the quartet is together creating these songs for many years. And this results in extremely captivating, pleasant and easy to assimilate songs. You can observe that the band pays attention to the details and developments of each track on the album but can deliver something that we can identify and enjoy at the first audition.

    And in albums like these it’s simply impossible to choose only a few tracks as main highlights, Devil Electric managed to create a complete album that maintains the quality over the nine songs presented. Since the opening “Monologue (Where you Once Walked)” until the closure with “Hypnotica”, there will be many reasons and options for you to enjoy the album. A vast repertoire of contagious rhythms in the most diverse variations, instrumental with heavier and mid-slow sections, allowing the performance of Hulse, Mark and Christos to be somewhat perceptible in every moment. And the way the vocals of O’Brien complements the quality of the band’s instrumental is impressive, in many moments you will be without words before her impeccable performance or you will feel an immense urge to sing along with her tracks as “Lady Velvet” or “Acidic Fire”, filled with an addictive bluesy Doom.

    A true pearl of the genre, Devil Electric brings together the traditional and the modern in a way that many listeners will identify themselves. One of my favorite albums of the year.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s