resenha / review

Weed Demon – Astrological Passages

 

Algumas vezes você se depara com bandas que surgem como uma novidade, algo que até então você não conhecia e haviam passado fora do seu radar. É uma situação recorrente, infelizmente não há como acompanhar tudo aquilo que você gostaria, certo? Apesar de não ter acompanhado a Weed Demon na época do lançamento de seu EP Stoned to Death de 2015, fui acertado em cheio por seu primeiro full lenght chamado Astrological Passages logo no dia de seu lançamento.

Nessas situações o fator expectativa é deixado de lado e me concentro apenas em assimilar a proposta da banda, deixar que a música me surpreenda e seja capaz de guiar minha mente no decorrer do álbum. E Astrological Passages conseguiu me surpreender, a Weed Demon cria uma sonoridade incrivelmente poderosa e pesada, capaz de lembrar alguns dos principais nomes do gênero.

Astrological Passages traz um cardápio repleto de riffs monstruosos, ritmos esmagadores e uma atmosfera nebulosa que certamente irá deixar sua mente bastante alterada. Há um tom familiar na música da banda e isso facilitou a assimilação do que é apresentado nas cinco faixas que formam o álbum. Apesar de constantemente a banda apresentar uma intensidade hipnótica, o que fica evidente ao escutar a faixa de abertura, ela também demonstra uma certa versatilidade ao inserir passagens mais cadenciadas e com uma vibe que transborda psicodelismo, como na faixa “Primordial Genocide”. E essa característica faz com que o álbum consiga fluir de uma maneira agradável, sem perder a identidade e ainda nos presentear com faixas brilhantes como a “Sigil of the Black Moon”.

Versatilidade na parte instrumental e também em relação aos vocais. Momentos de uma agressividade e berros insanos são encontrados com maior frequência, mas há também a inclusão de cânticos, como na faixa “Dominion of Oblivion”, que dá um certo tom de mantra ao instrumental pesado e furioso. E eu não poderia deixar de citar a faixa de encerramento “Jettisoned”, aquela que mais chamou minha atenção nas primeiras audições do álbum. Ela é dona de uma atmosfera incrivelmente contagiante e ainda conta com o uso marcante da gaita harmônica, além de seu encerramento ao melhor estilo bluegrass.

Pense nas bandas mais pesadas do gênero, adicione doses de psicodelismo e riffs colossais, isso define bem o que é a Weed Demon e seu Astrological Passages. Não deixem de conferir!

 

Tracklist:
01 – Astrological Passages (9:40)
02 – Primordial Genocide(8:55)
03 – Sigil of the Black Moon (10:46)
04 – Dominion of Oblivion (7:24)
05 – Jettisoned (12:37)

 

 

Anúncios

Um comentário em “Weed Demon – Astrological Passages

  1. ALBUM REVIEW: WEED DEMON – ASTROLOGICAL PASSAGES

    Sometimes you come across bands that emerge as a surprise, something that until then you didn’t know and had passed off your radar. It’s a recurring situation, unfortunately there’s no way to track everything you’d like, right? Although I’ve not accompanied Weed Demon at the time of the release of their 2015’s EP Stoned to Death, I was completely hit by their first full length called Astrological passages on the day of his release.

    In these situations the expectation factor is left aside and I concentrate only on assimilating the band’s proposal, let the music amaze me and be able to guide my mind on the course of the album. And Astrological Passages managed to amaze me, Weed Demon creates an incredibly powerful and heavy sound, capable of remembering some of the main names of the genre.

    Astrological Passages brings a menu filled with monstrous riffs, crushing rhythms and a nebulous atmosphere that will certainly make your mind quite altered. There is a familiar tone in the band’s music and this facilitated the assimilation of what is presented in the five tracks form the album. Despite constantly the band presenting a hypnotic intensity, which is evident when listening to the opening track, it also demonstrates a certain versatility when entering more mid-slow pace and with a vibe that overflows psychedelic music, as in the “Primordial Genocide” song. And this feature makes the album to be able to flow in a pleasant way, without losing its identity and still presents us with great songs such as “Sigil of the Black Moon”.

    Versatility in the instrumental part and also in relation to vocals. Moments of an insane aggression and fury bellows are found more frequently but there is also the inclusion of chants, as in the track “Dominion of Oblivion”, which gives a certain mantra tone to the heavy and furious instrumental. And I could not stop quoting the closing stop “Jettisoned”, the one who drew my attention to the first hearings of the album. IT owns an incredibly contagious atmosphere and still counts with the striking use of harmonica, as well as its closure following a bluegrass style.

    Think of the heaviest bands of the genre, add doses of psychedelic music and colossal riffs, that defines what is the Weed Demon and its Astrological passages. Check it right now!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s