resenha / review

Owlcrusher – Owlcrusher

Eu não me lembro exatamente onde vi pela primeira vez algo relacionado à banda Owlcrusher, mas sei que bastaram apenas alguns minutos da faixa de abertura “Feeble Preacher” do álbum de estreia auto intitulado para me deixar interessa na música feita por ela. E após escutar o álbum na íntegra diversas vezes e perceber que ele é realmente algo que se destacou entre o que conheci recentemente entre os lançamentos, tive que trazê-lo até vocês.

Partindo do básico, a Owlcrusher é um trio formado por Steve Hobson (baixo, backing vocal), Damien Mckewon (bateria) e Andrew Spiers (guitarra, vocal). O álbum de estreia foi lançado no dia 18 de Julho pela Seeing Red Records. Trazendo uma abordagem que será facilmente assimilada e apreciado por aqueles que preferem algo mais pesado e caótico, o álbum conta com três faixas extensas daquilo de melhor que você poderia esperar do Blackened Sludge Metal.

Voltando às primeiras impressões que tive em relação à Owlcrusher, “Feeble Preacher” inicia deixando claro o tom que será recorrente ao longo do álbum. Uma atmosfera sombria e perturbadora capaz de esmagar ouvidos mais sensíveis. O ritmo denso e monolítico criado pelo trio tem efeito imediato, tanto a guitarra, o baixo e a bateria criam uma onda sonora realmente devastadora. Os vocais se alternam entre berros alucinantes e cânticos mórbidos que ajudam a reforçar o tom pessimista e agressivo que o álbum possui. Com isso em mente fica fácil gostar das outras duas faixas que completam Owlcrusher, essa trilha sonora apocalíptica e brutal feita pelo trio. Tanto a faixa homônima quanto a “Spoiler” são repletas carregam um ritmo fúnebre e uma atmosfera angustiante, destacando a “Spoiler” e seu desfecho colossal como a minha favorita.

E eu tenho que admitir, a Owlcrusher consegue entregar um álbum como poucos dentro da cena. Um tipo de lançamento que eu particularmente sempre estou à procura mas nem sempre encontro algo que corresponda às minhas expectativas como a Owlcrusher conseguiu com este álbum. Certamente indicado à todos aqueles que se identificam com esse tipo de música visceral, pesada e doentia.

Tracklist:
01 – Feeble Preacher (16:55)
02 – Owlcrusher (11:33)
03 – Spoiler (14:54)

 

 

Anúncios

Um comentário em “Owlcrusher – Owlcrusher

  1. ALBUM REVIEW: OWLCRUSHER – OWLCRUSHER

    I don’t remember exactly when or where I saw something related to the band Owlcrusher but I know that only just a few minutes into the opening track “Feeble Preacher” from their self titled debut album to leave me interest by their music. And after listening to the album several times and realizing that it’s actually something that stood out between what I knew recently between the releases, I had to bring it to you.

    Starting from the basics, Owlcrusher is a power trio formed by Steve Hobson (bass, backing vocal), Damien Mckewon (drums) and Andrew Spiers (guitar, vocals). The debut album was released on July 18th by Seeing Red Records. Bringing an approach that will be easily assimilated and appreciated by those who prefer something heavier and chaotic, the album counts with three extensive tracks with the best you could expect from the Blackened Sludge Metal.

    Returning to the first impressions I had in relation to Owlcrusher, “Feeble Preacher” opens the album making clear the tone that will be recurring along it. A dark and disturbing atmosphere capable of crushing more sensitive ears. The dense and monolithic rhythm created by the trio has immediate effect, both guitar, bass and drums create a really devastating sound wave. Vocals alternate between delusional screaming and morbid chants that help strengthen the pessimistic and aggressive tone that the album possesses. With that in mind it’s easy to like the other two tracks that complete Owlcrusher, this apocalyptic and brutal soundtrack made by the trio. Both the homonymous track and “Spoiler” are carried by a funeral rhythm and a harrowing atmosphere, highlighting “Spoiler” and its colossal outcome as my favorite.

    And I have to admit, Owlcrusher manages to deliver an album as few within the scene. A type of release that I particularly am looking for but I do not always find something that corresponds to my expectations as Owlcrusher achieved with this album. Certainly indicated to all those who identify with this kind of visceral, heavy and sick music.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s