em destaque

Em destaque: Pagan Altar, Cardinals Folly & Eternal Black

Pagan Altar – The Room of Shadows

a3612149361_16

Icônica, respeitada e uma grande influência, algumas das palavras que vêm à mente ao se falar da banda britânica Pagan Altar. The Room of Shadows tinha o lançamento previsto para 2014, mas após a morte do vocalista Terry Jones ocorreu um adiamento. Alan Jones sentiu a necessidade de regravar algumas coisas do álbum e junto do baixista Diccon Harper e do baterista Andy Green, trabalharam para aprimorar alguns pontos da parte rítmica, com o lançamento ocorrendo no último dia 24 de Agosto, numa homenagem à Alan Jones que completaria 71 anos na data. The Room of Shadows presta seu tributo póstumo ao Terry e dá o desfecho nas atividades da banda, apresentando a mistura já conhecida da banda entre Doom e NWOBHM, resultando em sete faixas que honram o legado de Terry em sua última performance registrada,  dando um encerramento especial e grandioso à uma banda que desde o final dos anos 70 se mostrou única. Faixas em destaque: “Danse Macabre” e “The Ripper”.

 

Cardinal Folly – Deranged Pagan Sons

a2560283473_16

Deranged Pagan Sons é o quarto álbum de estúdio do power trio finlandês Cardinals Folly e foi lançado no dia 4 de Setembro. A banda segue com seu Doom Metal repleto de riffs potentes, clima sombrio e ritmos frenéticos, seguindo suas influências que passam por nomes clássicos como Cathedral, Saint Vitus e Reverend Bizarre. O álbum traz algumas faixas interessantes dentro dessa fórmula tradicional seguida pelo trio, o que é mais do que necessário para transofrmá-lo em algo agradável e fisgar a atenção de muitos entusiastas do gênero. Faixas em destaque: “Deranged Pagan Sons”  e “The Ripper”.

 

Eternal Black – Bleed the Days

a3893214380_16

Bleed the Days é o primeiro full lenght da banda Eternal Black. O álbum dá continuidade ao tom sludgy e denso que a banda executa seu Doom Metal, que foi introduzida no EP auto intitulado de 2015. O tom sujo e sombrio do instrumental casa muito bem com a abordagem vocal, apresentando faixas com ritmos arrastados e cavernosos, recheados de riffs potentes. A banda também explora de uma forma breve o inserimento de outros estilos como o Stoner e algo da cena do Rock dos anos 70. Sem dúvida um álbum que vale à pena ser conferido por todos aqueles que apreciam Doom Metal em abordagens mais pesadas. Faixas em destaque: “Snake Oil and Coffin Nails” e “Stained Eyes on a Setting Sun”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s