resenha / review

Spiritual Void – White Mountain

Enquanto algumas bandas tentam seguir por abordagens mais distintas, que buscam reinventar ou mesmo fugir um pouco daquilo mais característico do gênero para conseguir ter uma identidade própria que se destaque, existem também aquelas que vão pelo caminho contrário, que voltam às raízes do gênero e se dão muito bem com isso. Esse é o caso da banda alemã Spiritual Void em seu álbum de estreia White Mountain, lançado no dia 2 de Setembro.

Banda nova com uma sonoridade que se encaixaria muito bem ao que foi feito por bandas há décadas atrás, isso não é um novo roteiro mas não deixa de ser agradável. E não é nenhum mistério, o lado tradicional e clássico do Doom Metal é algo que felizmente não tem prazo de validade, não é algo que o tempo mandou para o esquecimento ou que mesmo tenha sido deixado de lado por parte dos ouvintes. Quando a banda consegue ser fiel ao que se propõe à criar, desde ao conceito e ao resgate dessa aura tradicional do gênero quanto sua execução, isso certamente vai interessar e ser relevante para uma parcela do público.

E são esses os motivos que me fizeram gostar da Spiritual Void e seu White Mountain. Sem a premissa de ser inovadora e nem o desejo de ser comparada à algum grande nome do estilo, a banda entrega quatro faixas que vão fundo no Doom Metal tradicional. Aquela lentidão cativante que se reflecte no ritmo da bateria, linhas de baixo nítidas, riffs pesados e monolíticos, além vocais que passam pela linha épica do estilo, são alguns dos pontos que fazem a química do grupo em White Mountain funcionar para mim. Da abertura com a faixa homônima até o último instante da incrível faixa de encerramento “Planet Bastard”, eu me peguei imerso numa mistura de nostalgia com satisfação instantânea, onde pude aproveitar cada faixa ao máximo e gostar ainda mais do álbum à cada nova audição.

Caso você seja um dos muitos que mantém esse apego pelo lado mais clássico do Doom Metal, White Mountain é um álbum que será do seu interesse.

Tracklist:
01 – Spiritual Void (08:55)
02 – Remains of a Strange World (08:59)
03 – Dying on a White Mountain (11:00)
04 – Planet Bastard (08:02)

 

 

Anúncios

Um comentário em “Spiritual Void – White Mountain

  1. ALBUM REVIEW: SPIRITUAL VOID – WHITE MOUNTAIN

    While some bands try to follow by more distinct approaches, seeking to reinvent or even flee a little of that most characteristic of the genre to achieve a unique identity, there are also those who go the opposite way which return to the roots of the genre and get along very well with it. This is the case of the german band Spiritual Void on their debut album White Mountain, released on September 2nd.

    New band with a sound that would fit very well to what was done by bands decades ago, this is not a new script but it does not cease to be pleasant. And this isn’t a mystery, the traditional and classical side of Doom Metal is something that fortunately has no expiration date, it’s not something that time has sent to oblivion or that even has been left aside by the listeners. When the band manages to be faithful to what it proposes to create, from the concept and the redemption of this traditional aura of the genre as its execution, it will certainly interest and be relevant to a portion of the public.

    And these are the reasons that made me like Spiritual Void and their White Mountain. Without the premise of being innovative and not the desire to be compared to some big names of the genre, the band delivers four tracks that go deep into the traditional Doom Metal. That captivating slowness that reflects on the rhythm of the drums, sharp bass lines, heavy and monolithic riffs, plus vocals that pass through the epic line of style, are some of the points that make the group’s chemistry in White Mountain work for me. From the opening with the homonymous track to the last instant of the incredible ending track “Planet Bastard”, I caught myself immersed in a mixture of nostalgia with instant satisfaction, where I could harness every track to the maximum and even more of the album to each new audition.

    If you are one of the many who retains this attachment by the most classic side of Doom Metal, White Mountain is an album that will be in your interest.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s