resenha / review

Güacho – Vol. III (La Persistencia de la Memoria)

Güacho é um power trio argentino da cidade de La Plata formado por Hernan Torres (bateria), Joaquin Castillo (baixo) e Lisandro Castillo (guitarra / vocal) e está na ativa desde 2011. Vol III: (La Persistencia de La Memoria) é o mais novo trabalho do trio e foi lançado no dia 15 de Setembro.

O álbum apresenta o trio novamente em grande forma, revigorado e demonstrando estar ainda mais inspirado do que antes. Os trabalhos anteriores da banda servem como parâmetro ideal para situá-la entre as bandas mais interessantes da cena argentina, nos quais ela se caracterizou pela forma que mistura o Stoner Rock, Blues Rock e Psicodélico.

Nosso ponto de partida é “Dias Pasados”, a faixa de abertura rapidamente nos situa no álbum e já introduz um ritmo agradável e bluesy, com o trio conduzindo sua música de forma detalhada e harmoniosa. Na faixa seguinte temos uma das faixas que mais se destacam no trabalho, “El Idioma de los Bosques” possui uma composição primorosa e nos ganha através de sua paleta musical variada, os níveis de psicodelismo aos poucos se intensificam e dão um ar grandioso e profundo à faixa.

“Las Almas Dormidas” e “Problemas Sin Solucion” partem para ritmos mais vibrantes, nos quais o trio entrega performances sólidas e convincentes. À essa altura vale destacar também a performance vocal, que em todo decorrer do álbum se apresenta através de tons suaves ou firmes, sem nunca deixar a sensibilidade de lado.

“Luz Mala” foi escolhida como single por razões que se tornam óbvias logo no primeiro contato. É uma das composições mais interessantes de todo o álbum, passeando pela diversidade musical do grupo e dominando nossas mentes atraves de um instrumental suave e imersivo. A adição do teclado através da participação do Júlian Rossini ( que também participa das faixas “El Idioma de los Bosques” e “Droga del Anochecer: No Nos Deja Olvidar”) reforça a atmosfera nebulosa da faixa. Também destaco a faixa de encerramento “El Espinazo de la Noche”, aquela que mais me fez assimilar à música da Güacho com a arte fantástica do álbum.

A Güacho é sem dúvida uma banda especial da cena latina e reafirma isso com o Vol. III (La Persistencia de la Memoria). Harmonioso e cativante, Vol. III é um álbum indispensável aos amantes da boa música.

Tracklist:
01 – Dias Pasados
02 – El Idioma de los Bosques
03 – Las Almas Dormidas
04 – Problemas Sin Solucion
05 – Luz Mala
06 – La Guerra Grande
07 – Droga del Anochecer: No Te Dejes Enganar
08 – Droga del Anochecer: No Nos Deja Olvidar
09 – El Espinazo de la Noche

 

Acompanhe a Güacho no Facebook.

Anúncios

Um comentário em “Güacho – Vol. III (La Persistencia de la Memoria)

  1. ALBUM REVIEW: GÜACHO – VOL. III

    Güacho is a power trio from the Argentine city of La Plata formed by Hernan Torres (drums), Joaquin Castillo (bass) and Lysander Castillo (guitar/vocals) and is active since 2011. Vol III: (La Persistencia de La Memoria) is their newest work and was released on September 15th.

    The album features the trio in great shape again, reinvigorated and demonstrating being even more inspired than before. The band’s previous work serves as an ideal parameter to situate it among the most interesting bands in the Argentine scene, in which it was characterized by the way it mixes the Stoner rock, Blues Rock and Psychedelic.

    Our starting point is “Dias Pasados”, the opening track quickly places us on the album and already introduces a nice and bluesy rhythm, with the trio conducting their music in a detailed and harmonious way. In the next track we have one of the most prominent songs of the work, “El Idioma de los Bosques” has an exquisite composition and gains us through its varied musical palette, the levels of psychedelic music gradually intensify and give a great and profound air to the track.

    “Las Almas Dormidas” and “Problemas Sin Solucion” guide us through vibrant rhythms, in which the trio delivers solid and convincing performances. At this point, it is worth highlighting the vocal performance, which all over the course of the album is in soft or steady tones, without ever losing the sensitivity.

    “Luz Mala” was chosen as a single for reasons that become obvious immediately in the first contact. It is one of the most interesting compositions of the entire album, walking through the musical diversity of the group and dominating our minds through a gentle and immersive instrumental. The addition of the keyboard through the participation of Julian Rossini (also participating in the tracks“El Idioma de los Bosques” and “Droga del Anochecer: No Nos Deja Olvidar”) reinforces the hazy atmosphere of the song. I also highlight the closing track “El Espinazo de la Noche”, the one that made me assimilate the music made by Güacho with the fantastic Artwork of the album.

    Güacho is undoubtedly a special band of the Latin scene and reaffirms it with Vol III (La persistence of La Memoria). Harmonious and captivating, Vol III is an indispensable album for all good music lovers.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s